Epifilo

Epifilo

Epifilo

Epiphyllum, também chamada de "língua da sogra", é um gênero pertencente à família Hylocereeae e pode ser considerada, de alguma forma, uma planta parasita (epífita). Este tipo de planta não se alimenta das plantas nas quais repousa, mas as utiliza como suporte para crescer. A peculiaridade deste gênero é que ele é uma cactácea, mas totalmente desprovido de espinhos. Sua origem se encontra na América Central, nas florestas tropicais, mas também faz muito sucesso na Itália. Seu caule ceroso é achatado e se desenvolve de forma retorcida e articulada, produzindo muitos ramos. Esta planta espessa dá um belo móvel porque suas flores são magníficas. Epiphyllum atinge uma altura média de 60 centímetros.


Ambiente e exposição

Epiphyllum adora viver em ambientes muito claros, mas não muito ensolarados. Por ser uma planta tropical precisa de muita umidade e um local com sombra. A melhor temperatura deve estar entre 10 e 25 graus. Se a planta sofre muito frio, tende a fazer o caule crescer, mas floresce pouco.


Chão

O solo em que ela cresce bem é em grande parte composto de turfa e não precisa ser prensado; areia também pode ser adicionada. Embora seja considerada uma planta suculenta, Epiphyllum adora solos sempre úmidos. Em temperaturas amenas, esta planta cresce bem diretamente no solo.


Plantio e repotting

O Epiphyllum não precisa de vasos muito profundos porque a quantidade de terra necessária é mínima. Se o vaso não for muito grande, esta planta tende a florescer mais e mais rápido. O tamanho que o pote deve ter é mais ou menos 20 centímetros de diâmetro. Não há diferenças relevantes no uso de potes de terracota ou plástico. O repoteamento, de acordo com o crescimento da planta, deve ser feito a cada um ou dois anos, no início da primavera.


Rega

Epiphyllum deve ser regado regularmente no verão e no inverno; na estação quente será feito com mais freqüência para que o solo esteja sempre úmido. Não ultrapasse a quantidade de água no inverno, pois os caules tendem a apodrecer, assim como as raízes, recomendamos o uso de água destilada, pois a água da torneira pode ser muito rica em calcário.


Fertilização

Epiphyllum deve ser abundantemente fertilizado no período quente, de março a setembro; é útil fertilizar duas vezes por mês, principalmente quando a planta começa a florescer. Quando a planta estiver para florescer, use um fertilizante líquido, nebulizando nas folhas, que contém uma boa dose de potássio, fósforo e nitrogênio.


Reprodução

A melhor reprodução é por corte, que neste caso é recomendado com o caule. O caule, dada a natureza das epífitas, estará ligado a outra planta preferindo o ramo. A melhor época para selecionar o caule é certamente em meados do verão, por volta de agosto, quando a planta acaba de produzir flores. Quando o caule é removido, ele deve ser deixado secar por alguns dias e então plantado em terra úmida e colocado em um local com sombra por cerca de quinze dias; quando tiver enraizado, você terá que despejá-lo na última panela.


Poda

O epifilo deve ser podado quando as folhas estiverem secas; geralmente isso acontece porque a planta esteve em locais com muito sol. Os caules desta planta podem murchar e é necessário intervir na poda.


Floração

As flores de Epiphyllum são magníficas e grandes o suficiente para atingir até 15 centímetros de diâmetro; as cores da flor são tons brilhantes de vermelho e laranja e seu formato é em forma de funil. Já aos dois anos de idade da planta, é possível admirar a floração espetacular. Algumas espécies de Epiphyllum florescem o ano todo. A flor dura muito pouco, apenas um dia e uma noite. Se você quer uma floração garantida, de outubro a março, quando a planta começa a florir, você terá que manter o Epiphyllum em temperaturas em torno de 18 graus.


Doenças e parasitas

Quando manchas brancas e lanosas aparecem nas folhas, a planta foi atingida pela cochonilha. Um cotonete embebido em álcool ou óleo branco e esfregado na folha deve resolver o problema. Em qualquer caso, um pesticida é recomendado. Se você mantiver a planta no solo, Epiphyllum é comido por caracóis.


Venda

As plantas Epiphyllum que vemos no mercado são quase sempre híbridas que muitas vezes garantem facilidade de manutenção. Eles são muito fáceis de encontrar.


Espécies mais comuns

Epiphyllum Anguliger tem uma floração com aromas muito intensos.

Epiphyllum Russelliana se distingue de outras espécies porque suas flores vermelhas têm um tamanho pequeno.


Curiosidade

Quando você tem a sorte de encontrar essa planta na natureza, geralmente ela é encontrada encostada em grandes árvores porque usa a água que sai para se alimentar.

O nome Epiphyllum, do grego, significa sob a folha e indica sua peculiaridade como planta epífita.




Vaso EPIFÍLIO CESTA 20 cm

Como é cultivado:

  • Deve ser mantido em jarra as peças de plástico ou de barro devem ser mantidas penduradas ou em posição elevada para que as hastes caiam.
  • O solo superficial deve ser leve e muito drenante, de preferência com areia grossa e lapilos vulcânicos.
  • Ele não ama A exibição direto para os raios solares, senão por 4-5 horas por dia durante o verão, mas o local deve ser claro: o ideal é suspender o vaso sob uma pérgula ou alpendre.
  • Deve ser regado regularmente quando a terra seca.
  • Deve ser fertilizado a cada 2/3 semanas de abril a setembro.
  • Para incentivar a floração, em inverno devem permanecer a uma temperatura entre 5 e 12 ° C, com um pouco de água uma vez por mês.
  • Ele teme temperaturas abaixo de 5 °, nenhum problema com o calor. Mantenha-se ao ar livre de abril a outubro e em local fresco no inverno nos restantes meses, sem água.


Pesquisa por parâmetros

Família Gentil

Consulte o catálogo completo

ESCALADA MUITO FORTE NO OUTONO AMARELO E VERMELHO

FLORES AZUIS NO VERÃO E FOLHA COLORIDA NO OUTONO

PERENAS COM FOLHAS LUSTROSAS E FLORES AZUIS EM JUNHO

PEQUENA GEM PARA JARDIM ROCHOSO

BONITA ANÊMONA BRANCA DE FLORESCÊNCIA COMPRIDA


Vídeo: Vivir del Cuento CONTACTO DIRECTO Especial desde casa 14 septiembre 2020