Cultivo de orquídeas

Cultivo de orquídeas

Orquídea

A Orquídea é uma planta floral que conquistou o cenário mundial e uma fatia importante do comércio floral graças às suas flores maravilhosas: cinco pétalas com formato não trivial e diferente para cada pétala, combinação coreográfica de cores e transparências, uma corpo esguio, mas de um verde intenso e apropriadamente encadernado. Tudo isto tem permitido a esta planta fazer com que as mulheres se apaixonem por si de uma forma particular, tanto porque são apaixonadas pelo seu cuidado e se interessam pelo seu crescimento seguindo-o passo a passo, como porque a Orquídea relembra a beleza feminina e o seu saber. como ter. aquelas particularidades que chamam a atenção de maneira especial.


Origens e meio ambiente

A orquídea é uma planta nativa das áreas de clima tropical e subtropical da América e da Ásia; isso significa que seu caminho evolutivo o levou a se adaptar o máximo possível às condições tipicamente úmidas e quentes, mesmo as claras. Em suma, este é o ambiente preferido da Orquídea, mesmo aquele que está atualmente na varanda ou em frente à janela de um de nossos leitores. Porém, recriar a situação ideal não é fácil, até porque é necessário recorrer a artifícios para superar as evidentes diferenças que existem entre o clima ideal e o nosso; Acima de tudo, deve-se considerar que muitas vezes mantemos Orquídeas em ambientes fechados e, portanto, temos umidade especial devido ao aquecimento e resfriamento ou para cozinhas e quartos como o banheiro.


Luz

A componente luminosa do ambiente é fundamental para a Orquídea mas também para todas as outras plantas, pois todos sabemos que é justamente com a energia que a planta absorve da luz solar através das folhas que consegue realizar a fotossíntese da clorofila (que fornece os nutrientes e, em vez disso, libera oxigênio para nós, seres humanos). Obviamente, dadas as mais de vinte e cinco mil espécies, distribuídas em cerca de seiscentos e cinquenta gêneros, nos quais as orquídeas existem, haverá às vezes diferenças marcantes no tipo de exposição solar que as plantas amam. Porém, podemos dizer que as maiores diferenças encontram-se sobretudo na resistência à exposição à luz solar direta, e não tanto na quantidade necessária à sobrevivência; por exemplo, algumas espécies nativas das Américas conseguem passar mais horas por dia sob a luz direta do sol sem secar ou amarelar do que outras nativas dos territórios asiáticos. No entanto, medindo a iluminância em Lux (símbolo "lx", uma unidade de medida do Sistema Internacional que vê 1 Lux igual a 1 Lúmen em 1 metro quadrado) de acordo com o dever científico, podemos dizer que a orquídea adora uma luz entre 10.000 e 15.000 lx. Na verdade, não é muito se considerarmos que a luz solar direta chega a atingir 100.000 lx, mas é preciso sempre lembrar que a orquídea adora a meia-luz e a luz blindada.


Luz na casa

Como sabemos qual é a luz perfeita para nossa orquídea em casa? Um truque simples e eficaz é fotografar o local, o ângulo em que planejamos colocar nossa Orchidea com uma câmera digital normal, sem flash (é importante!), Se a fotografia for clara o suficiente o local ficará bom, mas se não é muito visível, então o local ficará muito escuro. As exposições a leste e sudeste são preferíveis, mas evite esquecer uma cortina transparente e transpirante a ser colocada entre a janela e nossa orquídea quando o sol toca a planta diretamente com seus raios.


Ventilação

A ventilação é um componente fundamental para o cuidado correto de nossa Orquídea. É uma planta de origem tropical e por isso húmida e estagnada, mas adora sensacionalmente aquelas mudanças de ar que lhe garantem uma humidade nunca opressiva e portanto saudável. Este aspecto é particularmente importante após a irrigação, quando devemos garantir à planta as correntes corretas de ar fresco e novo que permitam que o vaso e as raízes sequem e não estagnem com estagnação tipicamente prejudicial para a maioria das plantas. Por isso é melhor evitar colocar nossas orquídeas perto de radiadores e também é correto colocar o vaso com a planta em um pires grande, para que fique transpirando e secando rápido.


Cultivo de orquídeas: temperatura

As origens da orquídea já mencionadas dão indicações muito claras sobre qual é a faixa de temperatura que a planta considera ótima para viver; na prática, a orquídea precisa de um ambiente que esteja sempre aquecido o suficiente e, acima de tudo, sem oscilações bruscas para baixo. As diferenças entre as várias espécies são mínimas e, em geral, a temperatura máxima suportável durante o dia é de 30 graus centígrados ou um pouco menos, enquanto a temperatura mínima suportável à noite é de 10 graus centígrados ou um pouco mais. O que lembrar: nas mudanças de local que envolvam mudanças de temperatura, permita um período de adaptação gradual à planta.



Miltonia - cultivo de orquídea

Miltonia é lindo variedade de orquídea cultivada em apartamentos pela beleza de suas folhas em forma de fita e pelo tamanho de suas lindas flores semelhantes a amores-perfeitos.


PRODUTOS RECOMENDADOS PARA O CRESCIMENTO E CUIDADO DE ORQUÍDEAS

Abaixo está uma lista de produtos de jardinagem que escolhemos para você (e que você pode comprar online), que lhe permitirá colocar em prática imediatamente as instruções contidas neste artigo.

1. Luzes artificiais -> https://amzn.to/2OoRoDn

2. Solo para orquídeas -> https://amzn.to/2Au7CDG

4. Pesticida -> https://amzn.to/2V21dsC

5. Jar transparente -> https://amzn.to/32KQjtW


As variedades cultivadas deOncidium são quase todas epífitas o produto mais difundido flores para serem cortadas, que permanecem lindas por muito tempo. Eles são cultivados em estufas ou varandas quentes com uma temperatura mínima de 13 ° C. Pertencente à família de Orchidaceae, este gênero é ideal para a decoração de jardins e terraços.

Orquídea Oncidium

Diversas variedades são conhecidas, que três o mais cultivado e apreciado:

  • O.cheirophorum é uma verdadeira miniatura com uma profusão de flores amarelo brilhante e capaz de crescer em vasos de apenas 10 cm de diâmetro
  • O.flexuosumcresce rapidamente e é ideal para cestos para orquídeas na casca. Os numerosos racemos de flores amarelas são manchados com marrom avermelhado
  • O.lanceanum tem longos racemos de flores amarelo-azuladas, com zoneamento avermelhado. O labelo é em tons de roxo e as folhas são manchadas de marrom avermelhado.

O.flexuosum tem lindas flores amarelas.

Cultivo de Oncidium

Estas orquídeas são cultivadas em vasos ou cestos suspensos para orquídeas com composto específico baseado na casca, ou em pedaços de casca de árvore para pendurar na estufa. Na estação de crescimento, de março a outubro, eles exigem muita umidade e luz, evitando sol direto e rega frequente. No inverno, garantimos o máximo de luz possível e os mantemos seco, com exceção daqueles com pseudobulbos minúsculos, ou completamente ausentes, que devem ser mantidos úmido. Eles se propagam por divisão quando o pote se torna muito pequeno.

Sempre no período vegetativo é bom administrar um fertilizante balanceado rico em nitrogênio, fósforo e potássio.

Doenças e tratamentos

Para curar as situações patológicas das orquídeas clique aqui.


Multiplicação de orquídeas

A multiplicação da orquídea como o Variedade Miltonia ocorre pela semente ou pela divisão dos tufos das plantas adultas.

Repotting Orchid

O repoteamento de orquídeas deve ser feito quando as raízes saem dos orifícios de drenagem de água e após a floração.


O epidendrum são orquídeas nativas da América do Sul e possuem cerca de 400 espécies diferentes. A maioria delas são orquídeas epífitas ou seja, plantas que crescem em árvores. No entanto, existem muitas espécies terricolous e outros que se desenvolvem em pedras. Estes últimos crescem exclusivamente na América Central e do Sul e como não podem crescer em outro lugar que não seu habitat, o cultivo em nosso país não é possível.

As variedades que podem ser cultivadas na Itália e que podemos encontrar em viveiros são cerca de dez. Estes não têm pseudobulbos e vêm com bateria longo e ereto, semelhante a juncos. Destes desenvolvo eu flores, menores que as das orquídeas mais comuns. Estas inflorescências são muito elegantes e com várias cores como vermelho, laranja, amarelo, roxo, rosa, branco e verde. O sai são em forma de fita ou lanceolados e de cor verde brilhante.

As orquídeas Epidendrum são cultivadas em virtude do seu habilidades decorativas em comparação com outras variedades, podem florescer durante vários meses. Na verdade, as flores, depois de murcharem, dão lugar a outras inflorescências. Quando isso acontecer, é recomendável remover as flores murchas com uma tesoura afiada e desinfetada.

Cultivo

Multiplicação

Eles se propagam tanto para corte, ambos para divisão de raiz.

Exposição

Epidendrums apreciam ambientes muito claros, mas os raios diretos do sol devem ser evitados, pois podem criar problemas para a planta.

Na fase de repouso vegetativo, ou seja, durante o inverno, é necessário dotar a planta de um habitat com temperatura não superior a 15 ° C.

Chão

Estas orquídeas crescem bem em solo para envasamento universal, ainda melhor quando misturadas com esfagno é pedaços de casca. Esse cuidado permite que você mantenha o nível certo de umidade para fazer a planta crescer com saúde.

Irrigação

É bom evitar regas muito abundantes, mas deve-se ter em atenção que estas plantas também têm muito medo da seca. Por esta razão, é necessário fornecer irrigação constante, mas moderada. O não cumprimento desta regra pode causar o enrugamento das folhas e consequente queda.

Em princípio, a irrigação deve ser fornecida quando o solo está seco. A rega é geralmente feita uma vez por semana em clima quente e uma vez a cada 15 dias no inverno.

Nós também recomendamos borrife água em temperatura ambiente nas folhas para recriar o habitat úmido essencial para o crescimento das plantas.

Fertilização

No início da primavera é bom administrar fertilizante específico a cada 10 dias até que os botões de flores se desenvolvam. No aparecimento das primeiras inflorescências, as fecundações devem ser interrompidas.

Doenças parasitárias

As orquídeas Epidendrum podem ser atacadas por cochonilhas, estas devem ser removidas com pesticidas específicos ou remédios naturais à base de alho, ou Sabonete de Marselha.


Vídeo: 10 ERROS mais Comuns no Cultivo de ORQUÍDEAS